SITUAÇÃO DE ALERTA SOBRE A DENGUE, CHIKUNGUNYA E ZIKA!

fdp-dengue-semselo-4-6x2-4-6b99b0706384df038b0d2902d965a73f

Se a Dengue e a Chikungunya já eram motivos suficientes para CADA UM OLHAR SUA CASA, agora o Zika se tornou uma emergência de saúde pública!

De acordo com o Dr. Tálib Moysés Moussallem – médico infectologista da Secretaria de Saúde do Espírito Santo, Núcleo Especial de Vigilância Epidemiológica, Grupo de Trabalho de Dengue, Chikungunya e Zika – o Brasil está diante de uma gravíssima situação, com sequelas sem precedentes para a sociedade como um todo.

Trata-se de mais uma gravíssima doença causada pelo Aedes aegypti, o Zika vírus, introduzido recentemente no país por ocasião da Copa do Mundo de 2014, disseminado por todo o território brasileiro, com casos confirmados em Vitória e Vila Velha, com inúmeros outros suspeitos e, certamente, diversos outros municípios foram acometidos e ainda não foram confirmados.

A doença na sua fase aguda é muito semelhante à infecção pelo vírus da Dengue, com manchas na pele que causam coceira, febre baixa, conjuntivite (sem presença de secreção nos olhos), dores nas articulações e nos músculos e cefaléia.

Inicialmente era tida como uma “dengue leve”. No entanto, estudos em epidemias prévias demonstrou um aumento de 20 vezes na incidência da Síndrome de Guillain Barré, uma doença neurológica gravíssima que, por si só, já seria suficiente para ligarmos todos os alertas.

O Brasil é um dos primeiros países a notificar grande número de casos e o Nordeste brasileiro tem registrado a partir de outubro de 2015 um aumento SEM PRECEDENTES no nascimento de crianças com microcefalia – uma condição gravíssima com sequelas no desenvolvimento neuropsicomotor dos bebês afetados.

A média de bebês que nasciam em Pernambuco com esta condição era de 7 a 10 por ano. Neste ano, sobretudo a partir de outubro, já se contabilizam 268 casos.

Não foi coincidência a epidemia ter ocorrido cerca de 9 meses antes do nascimento desses bebês. Só faltava a prova material, mas agora já se dispõe da mesma, pois se detectou o vírus no líquido amniótico de duas grávidas de bebês com microcefalia detectada à ultrassonografia em Campina Grande, na Paraíba.

Deve-se alertar todas as mulheres grávidas para que se protejam de todas as formas de mosquitos, com uso de telas protetoras, roupas compridas e uso de repelentes que seus médicos saberão indicar os mais adequados para grávidas.

Faça HOJE MESMO ESTA CHECAGEM e mantenha a vigilância pelo menos 1 vez por semana. Peça a parentes, amigos e vizinhos fazerem o mesmo.

SÓ ASSIM CONSEGUIREMOS EVITAR UMA TRAGÉDIA IMINENTE. O COMBATE AO Aedes É UMA OBRIGAÇÃO DE TODOS, MAIS QUE NUNCA!!!!!

Seminário de Atualização sobre Dengue, Chikugunya e Zika virus

Gemob LiberdadeSeminário de Atualização - Gemob Liberdade

Aconteceu no dia 24 de setembro de 2015, no Distrito Sanitário Liberdade, Seminário de Atualização sobre Dengue, Chikugunya e Zikavirus. O evento aconteceu no auditório do Colégio Estadual Duque de Caxias. Este evento foi uma iniciativa do Gemob Liberdade e teve como apoio na organização e logística o Grupo de Valorização do ACE (GDVAE) e como palestrante Dr. Carlos Santana, Biólogo do Centro de Controle de Zoonoses.

Os dados apresentados neste seminário reforçaram a importância das ações educativas desenvolvidas pelos Grupos de Mobilização Social contra estas arboviroses nos distritos sanitários, junto à comunidade. O que significa dizer que a metodologia do trabalho em campo está sem impacto para mudança de comportamento que se espera no dia a dia da nossa população.

Na oportunidade foi disponibilizado para os Agentes do Distrito o exame rápido para detecção de glaucoma,  como forma de prevenção de uma doença que atinge grande parte da nossa população. Este serviço gratuito foi ofertado pela Clínica Pró Oftalmo, intermediado pelo Conselho Distrital de Saude da Liberdade, flexibilizando o acesso a um serviço de extrema importância para a comunidade do Distrito Liberdade, especialmente, para os Agentes de Combate às Endemias. O exame registrou sete casos positivos dentre os colegas que se submeteram ao exame. O aumento da pressão intraocular pode levar a cegueira.

Também no evento o grupo Gemob Liberdade disponibilizou lanches e brindes para os colegas presente com o apoio dos Líderes e Supervisores de equipes deste Distrito. Iniciativas como essa atualizam e valorizam a nossa categoria.

Grupo de Desenvolvimento Socioeducativo e Valorização do ACE – GDVAE.

DSC04924 DSC04925 DSC04937 DSC04940 DSC04941

1ª Pedacaminhada contra a Dengue, Chikungunya e Zika Vírus, realizada pelo Mobilizadores Subúrbio A

Arte final Pedacaminhada SuburbioRealização: Mobilizadores Subúrbio A

Aconteceu dia 12 de setembro de 2015 (sábado), no período da manhã, mais uma ação de educação em saúde da equipe de Mobilização do Subúrbio (A) contra a Dengue, Chikungunya e Zika Vírus. Essa foi mais uma demonstração de competência em mobilização social em saúde, determinação e comprometimento dos grupos de Mobilização Social contra a Dengue de Salvador. A ação teve a participação dos parceiros da comunidade como a Cooperguary, Empresa Torres Empreendimentos  Ltda, Embasa, Prefeitura Bairro, Instituto Viva Mais Salvador, Liga da Limpeza, Empresa C.Port, Associação de Moradores da Urbis, Aaces, GDVAE, Agentes Comunitários, Agendes de Combate às Endemias, Centro de Controle de Zoonoses e Fiocruz.

Na oportunidade, foi oferecido para a comunidade palestras educativas sobre serviços de saúde disponibilizado pelo Distrito Sanitário envolvendo aferição de glicemia e pressão arterial, orientação nutricional, vacinação humana e emissão do Cartão SUS, além dos serviços de prevenção às zoonoses como desratização, vacinação canina e palestras educativas sobre dengue, chikungunya e zika virus ofertados pelo Centro de Controle de Zoonoses (CCZ) e Fiocruz.

DSC04840 DSC04825 DSC04787 DSC04848 DSC04864 DSC04862 DSC04866 DSC04854 20150912_113415 20150912_083647_resized 20150912_083526_resized 20150912_113422